As melhores simpatias - Basta clicar!

Resultado da enquete: Como você homenageia seus entes queridos falecidos?

No mês de novembro, por ocasião do Dia de Finados, perguntamos aos nossos leitores se eles costumam homenagear seus falecidos e como costumam fazer isso, Confira a seguir o resultado da enquete.

Fizemos a seguinte pergunta: Como você costuma homenagear seus entes queridos que já faleceram? Os leitores podiam selecionar mais de uma resposta (por isso o total é superior a 100%), sendo que 207 pessoas participaram. Veja o resultado:

* Com preces e orações - 113 votos (53%)

* Visitando o cemitério e encomendando missas - 49 votos (23%)

* Não costumo homenageá-los - 47 votos (22%)

* Mantendo fotos deles visíveis em casa - 42 votos (20%)

* De outra maneira - 13 votos (6%)

Agradecemos a todos os que participaram e já os convidamos a votarem nas novas enquetes que já vão entrar no ar!

Read more...

A espiritualidade do Advento e do Natal

Na tradição cristã, o Advento é um tempo de preparação para a celebração do Natal. Conheça aqui seus significados e saiba como você também pode entrar nesse clima.

Tradição cristã

Quem participar de alguma Missa nesse domingo, 28 de novembro de 2010, presenciará o início das celebrações católicas do tempo do Advento. Provavelmente haverá uma guirlanda com quatro velas próxima ao altar, sendo que apenas uma das velas será acesa. 

Isso significa que hoje é o primeiro domingo do Advento, e a cada domingo mais uma das velas será acesa, indicando a aproximação do Natal. Além disso, a cor utilizada nas vestes do sacerdote e na toalha do altar será o roxo, simbolizando que, para a Igreja, esse é um tempo de penitência, arrependimento e mudança de vida.

Origens pagãs

Como todos sabem, o Natal cristão comemora o nascimento de Jesus, considerado o Filho de Deus e Salvador da humanidade. Mas as origens do Natal são muito mais antigas do que o próprio cristianismo. Portanto, mesmo que você não seja cristão, pode entrar no clima desse tempo especial e também enriquecer-se espiritualmente.

Na verdade, a data real do nascimento de Cristo não é conhecida, pois não há nenhuma indicação bíblica ou histórica que permita reconhecê-la com exatidão. A Igreja fixou o dia 25 de dezembro como data comemorativa porque nesse dia antigas tradições pagãs da Europa festejavam o dia do Deus Sol. Essa celebração era associada ao Solstício do Inverno, data em que a noite é maior do que o dia e em que o Sol está mais "fraco". Assim, era necessário adorá-lo para que as trevas não tomassem conta do mundo. Muitos dos símbolos hoje ligados ao Natal têm sua origem em antigas tradições e símbolos pagãos, entre elas a árvore de Natal, a iluminação especial das casas e até mesmo o Papai Noel.

Como vivenciar esse tempo

Com o passar do tempo, o Natal transformou-se na data mais celebrada pelos ocidentais, entrando na cultura e no imaginário de inúmeros povos. É praticamente impossível manter-se totalmente à parte dessa comemoração. Na visão capitalista, a tradição de trocar presentes acabou por fazer dessa uma época de consumo desenfreado, muitas vezes esvaziando o próprio significado da data.

Seja você cristão ou não, você pode encontrar sua forma de vivenciar o Advento e o Natal como uma época especial. Seja através da decoração de seu lar, da meditação sobre o significado dessa época, da celebração em família ou da ajuda aos necessitados, cabe a cada um encontrar a sua maneira de viver essa magia. Durante as próximas semanas, publicaremos várias matérias falando dos símbolos natalinos presentes na várias tradições espirituais e também dando dicas de rituais e simpatias para essa época. Então fique ligado!

Confeccionando uma guirlanda do Advento

E que tal começar confeccionando sua guirlanda do Advento? Você só vai precisar de uma coroa ou ramos de pinheiro ou cipreste (se não tiver, podem ser até artificiais), com laços e enfeites vermelhos e quatro velas. Após confeccioná-la, deixe-a em um lugar de destaque (uma boa opção é a mesa das refeições).  A cada domingo, começando hoje, acenda uma das velas e crie seu próprio ritual. 






A guirlanda do Advento é símbolo de esperança e alegria. Uma antiga lenda diz que ela atrai sorte e prosperidade para os moradores e para todos os visitantes daquela casa. Na noite de Natal, substitua as quatro velas por uma única vela no centro da guirlanda. Ela representa que chefou enfim o Natal, a grande data celebrada.

Read more...

As correntes e orações milagrosas funcionam mesmo?

Circulam pela internet várias orações e simpatias que devem ser repassadas a outras pessoas para se obter efeitos mágicos. Mas será que elas funcionam mesmo?

Todos os dias recebemos aqui no blog dezenas de comentários com orações e simpatias prometendo acontecimentos milagrosos a quem repassá-las a um determinado número de pessoas ou publicá-las certo número de vezes. Você já deve ter lido orações desse tipo: são encontradas em blogs, comunidades do orkut e até enviadas por e-mail... A maioria promete a volta da pessoa amada, algumas apelam para o poder de São Cipriano, outras para as pombas giras ou ainda para o poder das bruxas... Quase sempre são textos vazios e sem sentido, ficando claro que servem apenas para ser repassadas infnitas vezes (copiadas e coladas), e não como forma de prece verdadeira e profunda.

Aqui no Magia do Bem optamos por não publicar esse tipo de corrente em nossa área de comentários. Por um motivo bem simples: não acreditamos que isso funcione! O fato de você publicar a mesma oração em uma dezena de lugares não fará com que ela tenha efeitos mágicos. O mais provável é que você esteja apenas perdendo seu tempo e difundindo spam (lixo eletrônico). 

Procure empregar esse seu tempo de forma mais produtiva: meditando, analisando seus sentimentos e seus objetivos, descartando posturas negativas e adotando atitudes positivas. Depois, procure orações, simpatias e rituais que realmente apresentem um conteúdo espiritual e que o levem a despertar a força mágica que há dentro de você. (Aqui no Magia do Bem existem inúmeras...)

E quando receber alguma corrente desse tipo, faça como a gente: ignore-a e  descarte-a, mesmo se ela contiver ameaças para quem ousar não repassá-la (essas ameaças servem apenas para provar mais uma vez que são orações nada espirituais!). E continue desejando boa sorte para quem a enviou!

Read more...

Simpatia para receber um aumento de salário

Se você está precisando ganhar um aumento em seu salário para melhorar sua situação econômica, experimente praticar o seguinte ritual com bastante fé.

Corte um limão ao meio e esprema as metades, deixando apenas o bagaço. Jogue o suco na pia.

Em seguida, coloque três moedas de qualquer valor dentro de uma das metades, una as duas partes com um pedaço de fita adesiva e embale numa folha de papel amarela.

Depois, enterre o embrulho em um vaso de comigo-ninguém-pode ou de espada-de-são-jorge. Lave as mãos em seguida e passe a cuidar da planta com bastante carinho.

Read more...

Simpatia para evitar que más energias atrapalhem a vida sexual

Muitas vezes, maus fluiudos enviados contra nós por pessoas que têm inveja de nós e nos desejam o mal acabam atrapalhando nossa vida em todos os momentos. Este ritual protege a vida sexual do casal contra essas energias, evitando uma possível separação por falta de intimidade e química.

Misture as pétalas de uma rosa vermelha em um litro de água e deixe uma peça íntima vermelha de molho nesse preparado por uma noite.

Na manhã seguinte, acenda uma vela vermelha sobre um pires e diga:

"Que os deuses que protegem nosso relacionamento afastem o mau-olhado e as intrigas de nossa vida".

Em seguida, lave a peça íntima como de costume e deixe secar. Guarde-a como amuleto em um lugar escondido pelo tempo que achar necessário. Jogue as pétalas em água corrente.

Read more...

Simpatia para fazer sucesso na paquera

Se o seu negócio é paquerar e conquistar muitos ou muitas  pretendentes, esta simpatia vai ajudá-lo(a) a tornar-se irresistível.

Junte uma margarida seca, as pétalas de um lírio e uma miniatura de ferradura. Coloque tudo sobre um pedaço de tecido lilás e costure com linha da mesma cor.

Faça essa magia numa sexta-feira  e deixe o embrulho sob a luz da lua por uma noite inteira. No dia seguinte, pingue cinco gotas de seu perfume preferido e guarde no seu guarda-roupa pelo tempo que desejar. 

Com esse patuás, suas investidas amorosas obterão cada vez mais resultados.

Read more...

Especial Dia de Finados: A viagem para a vida eterna

No Dia de Finados, recordamos de forma especial daqueles que já partiram e refletimos sobre os mistérios que envolvem a morte. Em todas as culturas, está presente a idéia de que,  quando morremos, renascemos para a luz. Nesta matéria especial, você verá as diferentes concepções e rituais sobre a morte ao longo da história.

Desde a Pré-História




Quando um grupo de homens de Neanderthal colocou algumas flores junto ao corpo de um companheiro morto, transformou seu túmulo num portal para a eternidade. O Homem de Neanderthal desapareceu há 35 mil anos, dando lugar, na aventura da evolução, à espécie a que pertencemos, o Homo sapiens sapiens, mas sua herança, os rituais associados à morte, não foi esquecida.

Ao contrário, nesses 35 mil anos da espécie humana, o mistério da morte vem sendo uma presença constante e temida, algo que se deve aplacar por meio de cerimônias mágicas ou religiosas, para que o fluxo da vida não seja perturbado. A certeza da morte nos lembra que será breve nossa passagem pelo mundo, que seremos colhidos como flores. 

Mas o perfume das flores sobrevive, e em todas as culturas se desenvolveu a idéia de que a morte era apenas o fim de um ciclo, uma passagem necessária para se ingressar na verdadeira vida. A dor, nos rituais fúnebres, se associa à esperança e à convicção de que, ao morrermos, renascemos para a luz.

A prática do enterro

A visão da morte como fim de um ciclo ganhou força quando os homens tomaram consciência do ritmo das estações e passaram a se dedicar à agricultura. A partir da observação do ciclo de vida das plantas, eles concluíram que também os mortos renasceriam após um determinado período de germinação sob a terra. Vem daí a prática do enterro. 

Muitas vezes, o cadáver era colocado em posição fetal, como se estivesse vivendo uma nova gestação e fosse renascer. Essa prática era comum no Egito, a civilização na qual os rituais fúnebres assumiram tais proporções que se tornaram o fato central da existência.

O mistério da morte no Egito Antigo

Escritos por volta de 2350 a.C., os Textos das Pirâmides reúnem as mais antigas práticas religiosas e mágicas associadas à morte. Juntamente com os Textos dos Sarcófagos, menos antigos, são a base do Livro Egípcio dos Mortos, que contém os ensinamentos necessários para que o espírito do morto enfrente com sucesso o julgamento do deus Osíris. 

No julgamento, o coração do morto era colocado numa balança. Se estivesse cheio de pecados, seria devorado por um monstro. Se fosse um coração puro, a vida eterna estaria garantida, mas o conhecimento dos textos rituais ajudava a alcançar o favor divino. a partir de 1580 a.C. tornou-se costume colocar nos túmulos rolos de papiro com fórmulas salvadoras.



Personagem central dos rituais fúnebers, Osíris foi cultuado no Egito desde antes de 2400 a.C. até o século 4 da era cristã. Segundo a mitologia, quando era o deus supremo, ele teria sido morto e feito em pedaços por seu irmão Set, mas Ísis, sua esposa, teria reunido as catorze partes do corpo do marido e lhe restituído a vida. Osíris se tornou então o juiz das almas. Do país dos mortos ele controlava as águas do Nilo, o curso do Sol e os ciclos das plantações, numa clara reafirmação das associações entre agricultura, morte e renascimento.

O mistério da morte na Grécia Antiga

Poucas vezes essa associação foi proclamada de maneira tão poética quanto na cerimônia iniciática dos Mistérios de Elêusis. Instituído nessa cidade grega por volta de 1500 a.C., o ritual reverenciava Deméter e sua filha Perséfone, deusas ligadas à fecundidade e à morte. 

O mito conta que Perséfone foi raptada por Plutão, senhor do mundo inferior, para onde iam os mortos. Inconformada com a perda da filha, Deméter negou-se a exercer seus poderes e a sementes deixaram de germinar. Por fim, chegou-se a um acordo. Assim como as sementes ficam algum tempo enterradas para depois gerar frutos, Perséfone passaria três meses com o esposo, no mundo subterrâneo, e nos meses restantes estaria ao lado da mãe, protegendo as colheitas. Ao representar esse mito nos Mistérios de Elêusis, os iniciados reconheciam que a morte era uma passagem, inevitável e obrigatória, para atingir a luz.

A morte na tradição católica

Embora a visão de mundo dos gregos tenha influenciado o pensamento ocidental, na tradição católica a alma do morto vai para um dos seguintes planos espirituais: o Céu, que simboliza um estado de permanente felicidade; o Purgatório, no qual a alma pode se arrepender dos males que praticou em vida e ascender depois ao Céu; e o Inferno, símbolo de tormentos morais que se estenderão pela eternidade.

Para os católicos, rezar pelos que já morreram, oferecendo orações e missas em nome deles, poderia ajudá-los a sair mais rapidamente do Purgatório, alcançando a graça divina e a beatitude eterna. Aí está a origem do Dia de Finados: uma data especial para que os vivos rezem pelos que já morreram e que podem estar se purificando no Purgatório.

A morte no pensamento oriental

A noção de castigo eterno simplesmente não existe no pensamento oriental, que vê a vida e a morte como momentos de um longo processo de aprendizado. O hinduísmo, sistema de crenças criado há 3500 anos, baseia-se no ciclo de mortes e renascimentos e no conceito de carma, segundo o qual todos os atos, bons ou maus, configuram a personalidade individual, e as ações do passado influenciam as vidas futuras. Após uma série infindável de vidas, cada homem chegará À compreensão da verdade e se tornará um iluminado, reintegrando-se à matéria divina.

No século 6 a.C., o príncipe Sidarta Gautama ensinou como abreviar esse longo aprendizado no ciclo de mortes e reencarnações. Ele renunciou às ilusões do mundo para se tornar Buda, o Iluminado. Toda pessoa pode seguir um caminho semelhante e, por meio da meditação e do autoconhecimento, trocar seus desejos por um estado de não-desejo. Com isso, os renascimentos cessariam e se atingiria o nirvana, a ausência de individualidade e a integração à matéria divina.  Quem não alcançõu a iluminação deve retornar à roda do samsara, que abrange todos os seres: deuses, homens, animais, fantasmas e demônios. Nosso mundo seria uma das divisões desse círculo.


Os budistas tibetanos se preocupam em facilitar o ingresso do moribundo na outra vida, para lhe possibilitar uma reencarnação mais agradável. Demonstrações de dor, a presença das pessoas queridas e tudo que possa causar apego são substituídos pela entoação de mantras e pela leitura do Bardo Thödol, conhecido no Ocidente como Livro Tibetano dos Mortos. Esse roteiro místico ensina o caminho que o espírito deve trilhar e os obstáculos que o esperam até que recorde suas vidas anteriores e saiba se precisa reencarnar. 


Difundido no Ocidente a partir do século 19, o Bardo Thödol expressa uma verdade simples mas pertubadora: a morte é parte da vida e devemos nos preparar para ela. É esse, afinal, o ponto mais importante: minha preparação para minha morte. E a única maneira de efetuar essa preparação é considerar a morte e a vida como uma coisa só. É ver a morte como companheira sempre presente e aceitá-la. E, por isso mesmo, aceitar a vida e viver cada momento em sua plenitude. Como a semente, que cumpre seu destino ao germinar.

Texto de Cadu Silveira (com acréscimos e adaptações do editor do blog), publicado na revista Destino, nº 105, outubro/1995


Read more...

Promoção: Concorra a uma cafeteira Dolce Gusto

Que tal ganhar uma sensacional cafeteira Dolce Gusto, para preparar o melhor café em casa? Legal, né?

Quer saber como? Basta clicar AQUI  e se inscrever na promoção para participar do sorteio. Não perca tempo!


Read more...

Resultado da enquete sobre as eleições presidenciais

Na última semana antes do segundo turno das eleições para presidente do Brasil, o Magia do Bem também realizou sua pesquisa, sob forma de enquete. Se dependesse apenas da vontade de nossos leitores, Serra venceria a eleição.


A maioria dos leitores do blog preferia José Serra como presidente, contrariando o resultado que se verificou  nas urnas. Confira a seguir o resultado completo:


Total de participantes da enquete: 439


Pergunta: Em quem você votará para presidente no segundo turno?


José Serra - 219 votos (49%)


Dilma Rousseff - 182 votos (41%)


Branco / Nulo - 27 votos (6%)


Estou indeciso - 11 votos (2%)


Agradecemos a todos que participaram da enquete e convidamos a participarem da nova enquete que já está no ar!

Read more...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagem em destaque

SIMPATIA PARA COMERCIANTES – Atrair clientes, vender mais, fazer bons negócios

Nós temos as melhores simpatias para atrair clientes e fazer bons negócios, basta clicar e conferir e também temos as melhores simpatias d...

Compartilhe as publicações com outras pessoas! Sua simpatia ganha mais força!

Magia do Bem 7 ANOS!!!

Site atualizado diariamente, sempre com novidades!

São mais de 1000 simpatias espalhadas por 2000 artigos. Visite a nossa página inicial e confira as novidades!!!

Temos simpatias de todos os tipos, Simpatias para trazer amor de volta, para separar casal, para conquistar, simpatias para amarração, para passar em provas e concursos, de dinheiro, arrumar emprego, atrair clientes. Santos e Orações para os mais diversos fins. Espiritualidade, banhos e os mais variados rituais. Astrologia com várias postagens sobre signos e Oráculos como baralho cigano e cartas do tarot e MUITO MAIS!

CLIQUE PARA VER Várias simpatias para ganhar dinheiro

CLIQUE PARA VER Várias simpatias para ganhar dinheiro
Só as melhores simpatias para ganhar dinheiro, clientes, fazer bons negócios

Mensagem Importante

Nenhuma magia é infalível.
Nenhum ritual, simpatia, feitiço, oração, benzedura ou corrente garante resultados por si só.
O poder de toda prática mágica depende de quem a pratica e de como a pratica. As palavras-chave para uma prática de magia bem-sucedida são: vontade, fé, confiança, concentração, intenção correta, merecimento e perseverança. Sem esses elementos, a magia não acontece.
Pense nisso!

© Magia do Bem desde 2008
Todos os Direitos Reservados
Contato: blogmagiadobem@gmail.com

  © Free Blogger Templates Skyblue by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP